Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

* O meu amuleto para dar sorte à nossa seleção.*

Em 2012, queria apoiar a nossa seleção sem ter que usar cachecóis, bandeiras ou roupa aludindo à nossa bandeira.

Então, depois de colocar os neurónios a funcionar e despertar a criatividade, decidi fazer esta pulseira:

pulseira.jpeg

 

Usei-a sempre nos dias de jogo e eu acredito que deu sorte à nossa seleção!

Hoje é dia de pulseira de novo. Galeses, lamento muito mas a pulseira da Pepper é poderosa e vocês vão ser eliminados.

Podem ir fazendo as malinhas!

 

Adenda:

Deu ou não deu sorte? 

 

Benvindo, estamos todos à tua espera. :)

Deixa-me cá dar as boasvindas ao verão, para ver se o convenço a vir de vez. 

Estamos todos à sua espera, ansiosamente. Queremos o seu calor (moderado), o seu sol, o seu cheiro e todas as coisas boas que ele nos proporciona.

Queremos andar com os dedos dos pés à solta, mostrar o nosso bronze, comer gelados até cair para o lado e beber bebidas fresquinhas ao fim da tarde a apreciar o mar.

Sê bemvindo, Verão!

{#emotions_dlg.sol}

Sete - O Número Místico

 

 

O número perfeito, o sete, talvez seja o mais místico, o mais misterioso dos números e tem como simbologia associada a Criação, apresentando-se também como sendo o da união do Homem com Deus. Para além de ser o meu dia de anos.

 

Será que os sete golos marcados por Portugal, no jogo de hoje, é algum prenúncio? Recordemo-nos das sete maravilhas do mundo, dos sete pecados mortais, das sete virtudes, das sete cores do arco-iris, dos sete dias da semana... e do meu dia de anos...

 

Devo confessar que não vi o jogo. Estava de volta das avaliações dos meus alunos porque amanhã há reunião de avaliação. Mas ia sabendo dos resultados pelo meu pai, pelo N. e pela gritaria do pessoal que estava a ver o jogo no café aqui do prédio.

Começo a contar um... dois... três... quatro... ao quinto já me levantei para ir ver. Eu nem queria acreditar... e ainda veio o sexto e depois o sétimo!!!! Eu e o meu irmão desatámos a rir do inesperado da situação... Os tugas começaram todos aos gritos e a vuvuzelar mas nós degenerámos e desatámos à gargalhada... Teriam sido os nervos ou a alegria?

 

Apesar de eu não ser grande fã do Ró-ró (entenda-se Ronaldo), achei imensa piada ao golo dele e ao malabarismo com a bola, a tal técnica do golo à garrafa do ketchup!

Anyway, o resultado do jogo deu-me mais pica para enfiar o nariz nos papéis e acabar com as avaliações de vez. E agora só me apetece gritar...

 

TUGAS POWER!

 

Nada Demais!

Já devem ter percebido pelo meu silêncio bloguiano que este fim-de-semana tenho cá o meu amorzinho.

 

Ontem foi o meu último dia de aulas e, tenho de reconhecer, que estava mesmo a precisar de um interregnozinho. Sinto-me cansada, com a cabeça super pesada e, para cúmulo, tou rouca. Devo dizer que estou com uma voz muito sexy. Mas não vale a pena ligarem para mim para ouvirem´a minha voz sexy, pois estou de férias!

O que salvou a honra do convento foi a minha conversa noctívaga com as meninas ExIsTêNcIa e Crisálida. Somos mesmo tramadas. É só teorias e conjecturas acerca das nossas vidas privadas. Inventamos cada coisa... é uma risota! Pelo menos descomprimimos e rimo-nos um pouco!

Hoje tem sido um dia tramado. Estive ao serviço das pequenas donzelas. Ou seja, andei armada em fotografa com a minha priminha B. e com a minha afilhada L. . E as coisas têm que ser à maneira delas senão está tudo estragado. Fazem-me lembrar as estrelas de Hollywood e os seus caprichos!

Foto para aqui, foto para ali, posição assim, posição assado e lá tirei as fotos que eu queria e que elas deixaram.

Parecendo que não, perdi imenso tempo. Depois foi chegar a casa e tratar do Pimentinha. Levou cá uma banhoca que até mudou de cor (mentira!)... Depois foi a fase do tratamento de beleza: secar com a toalhinha, pôr spray desembaraçante no pêlo, pentear e escovar. Ufa!

Saime kilos de pêlo. Dava para fazer um edredon, almofadas, cabeleiras postiças e sei lá mais o quê. Agora parece um algodão com o pêlo taõ levezinho. Ah! E parece muita gordo porque o pêlo está enorme...

Chegou a hora do jogo e o N. foi ver o Benfica e eu vim para aqui. Muito sofreu o N. com o jogo! Eram asneiras que ferviam por causa da irritação. Eu lá lhe dava algum apoio moral mas que os jogadores se portaram mal, portaram. Se fossem pagos conforme o seu empenho...

Como me está a dar uma moleza enorme, acho que vou ali roubar um quadradinho de chocolate preto e já venho!

Dois Dedos de Conversa e Meia Dúzia de Encontrões

Para aqueles que sentiram a minha ausência ontem, tenho a informar que fui laurear a pevide. E escusam de estar a dizer que tinha testes para ver porque não adianta de nada. Fiz uma pausa (não com kit kat) na “testaria”, fui beber um café e dar dois dedos de conversa para ver se arranjava coragem e inspiração para acabar esta tarefa tão enjoativa.

 

Como gosto muito de andar aos encontrões e pisadelas, apanhar grandes caloraças, bichas sem fim à vista e cheirinhos a “eau de sovaco”, fui-me enfiar no Colombo. Yap, e ainda por cima havia jogo no estádio da Luz. Mas fizemos de propósito!!! É que nós somos mesmo doidas varridas… Ao irmos para lá tínhamos dois objectivos: 1º ir comprar prendas de forma a virmos carregadas que nem o Pai Natal e segundo apreciar o panorama masculino que por lá se passeava por ser dia de jogo. Afinal a minha amiga tem de encontrar um amor substituto para o seu “amor de substituição”.

 

Entrámos nas lojas todas e mais alguma. Saímos carregadas do Gato Preto e a minha amiga descarregou a carteira na nova loja da Disney. Tem coisas muito fixes mas muiiito caras. E sabem o que achei mais giro (se é que tem alguma piada…)? É que nesta loja não fazem embrulhos… Queres embrulhar? Pagas uma caixinha toda gira com as personagens da Disney… E quanto custam? Ora, uma do tamanho do happy meal custa 1.50€ e uma grande custa 3.00€! Toma lá que é para abrires a pestana. Os presentes saem mesmo baratinhos, não saem?

 

Conclusão: de prendas, veio ela carregada (eu não que nem tenho dinheiro para mandar cantar um cego!) agora gajos jeitosos… eh… deviam já estar todos enfiadinhos no estádio. Nem com binóculos conseguimos vê-los!!!

 

E sabem que mais? A minha amiga S. (sim, porque fui passear com a S.) tocou-me no meu ponto fraco desta semana. Lembram-se de qual era? As pipocas! Ora aí está! Deve andar algum vírus por aí que anda a despertar nas mulheres vontade de comer pipocas. E eu que já as comprei mas ainda não as provei?!? Tal não está a moenga, hein?!

 

Que Raiva!

 

Sou uma pessoa super solícita e que está sempre ao dispor dos outros. A minha mãe sempre me criticou e deu na cabeça por este motivo e, no fim das contas, ela sempre teve razão.

 

Sempre gostei de ajudar os outros incondicionalmente. Sou assim. Quem me conhece sabe que eu vou logo correndo se alguém precisa de mim.

Mas às vezes o contrário não acontece. Quando chega a minha vez de precisar de alguém, às vezes não há “disponibilidade”. Acabei por aprender a contar só comigo e pouco mais. Afinal, se não formos nós a resolvermos os nossos problemas, quem os resolverá? Sim, é bom e eu gosto de ouvir opiniões. Gosto que me chamem à atenção para pequenos pormenores pois quem está de fora vê melhor as coisas.

 

Mas outra coisa diferente é o abuso de confiança. Não nos importamos de ceder uma vez, duas vezes… mas à terceira já torcemos o nariz.

Eu sempre tive um lema: “antes desejada que aborrecida”. Se calhar perco com isto, mas fazer o quê?!

Detesto que tentem manipular a minha vida. Detesto que depois de combinar as coisas, as tentem alterar só porque “dá mais jeito” à outra pessoa. Acontece que eu ajusto e organizo a minha agenda e o meu tempo disponível para poder assumir compromissos. Agradeço que a outra parte faça o mesmo…

 

Agendar para outro dia a uma hora tardia… Nem pensar! Estou doente e não me pagam para isso. Já faço um favor e ainda querem dado e arregaçado?! Não pode ser. Sou boa mas não tanto. E não obedeço a caprichos.

 

É o jogo do tudo ou nada onde eu é que dito as regras. Quem quer aceita, senão pode ir inscrever-se num centro de explicações. Pagará o dobro, se faltar à explicação paga na mesma e não há cá reajustes de horários…

Acabou-se o tempo das cedências…